Quatro principais tendências de branding e identidade visual para 2024

identidade visual

Quando você pensa em haste flexível com ponta de algodão, o que vem a sua mente? E se falarmos palha de aço? Máscara de olhos? Lâmina de barbear? Amido de milho? Com toda certeza, em pelo menos um deles, você fez a associação a marcas como Cotonete, Bombril, Rimmel, Gilette e Maizena.

Esse é o poder que uma marca pode conquistar perante o mercado: tornar-se referência em relação ao produto, ou até mesmo sinônimo do produto em si. E é justamente nesse ponto que um trabalho de branding pode fazer toda a diferença.

O branding é uma das partes mais essenciais de qualquer estratégia de negócios bem-sucedida. Vai além de apenas criar um logotipo bonito ou escolher cores impactantes; é a maneira como uma organização se apresenta ao mercado, stakeholders e clientes, como ela é percebida pelos consumidores e como ela se diferencia da concorrência

Em um mercado competitivo, ter uma identidade visual única e personalizada e uma marca forte é essencial para se destacar da concorrência. Uma identidade visual autêntica e consistente ajuda os consumidores a reconhecerem imediatamente sua marca e a diferenciá-la das outras (alguns exemplos visuais são o roxo do Nubank e o laranja do Itaú).

Dada essa importância, listamos quatro tendências em branding e identidade visual para 2024, para dar um norte na sua estratégia de marca. Acompanhe.

Práticas sustentáveis e responsabilidade social

De acordo com um relatório da Nielsen de 2023, 73% dos millennials estão dispostos a pagar mais por ofertas sustentáveis. 

Os consumidores hoje, especialmente a Geração Z e a Geração Y, não compram apenas produtos ou serviços; eles investem no que uma marca representa e estão mais inclinados a apoiar marcas que demonstrem compromisso com questões sociais e ambientais.

As marcas precisam e estão cada vez mais conscientes dos impactos sociais e culturais das suas mensagens. Em 2024, é essencial que as marcas sejam culturalmente sensíveis e socialmente responsáveis, garantindo que os seus esforços de marketing ressoem positivamente entre diversos públicos.

Aqui entra a responsabilidade social corporativa (RSC), que surgiu como um aspecto fundamental da marca, proporcionando às empresas uma oportunidade de alinhar os seus valores com os interesses dos seus stakeholders e da comunidade global, um compromisso de adotar e manter comportamentos éticos. 58% dos consumidores comprarão ou defenderão uma marca com base nas suas crenças e valores. 

O impacto das alterações climáticas está remodelando as tendências de design, com as marcas cada vez mais empenhadas em estratégias ecologicamente conscientes, como na fabricação de embalagens, por exemplo. 

Ênfase na autenticidade e transparência da marca

Esses mesmos consumidores buscam autenticidade e transparência ao se relacionar e se comunicar com as marcas. Eles tendem a se sentir mais conectados com aquelas que não têm medo de mostrar sua verdadeira história, com todas as suas imperfeições. 

Isso implica ser aberto sobre as práticas comerciais, reconhecer erros e participar de diálogos honestos com os clientes. Um estudo da Label Insight revelou que 94% dos consumidores têm mais probabilidade de serem leais a uma marca que oferece total transparência.

Integração de elementos de storytelling na identidade visual

A contação de histórias tem servido como uma ferramenta eficaz para criar conexões emocionais com o público desde a época das cavernas. E continuará sendo essencial nos próximos anos.

O storytelling, quando combinado com a identidade visual de uma marca, pode criar uma experiência memorável e envolvente para os consumidores – que é o que toda organização quer, não é verdade?

Ao integrar elementos de storytelling na identidade visual, uma marca pode contar sua história de uma forma visualmente impactante e coesa. Isso pode incluir o uso de cores, formas, imagens e tipografia que evocam sentimentos e emoções específicos associados à narrativa da marca. Por exemplo, uma marca que valoriza a sustentabilidade e a natureza pode usar tons de verde e imagens de paisagens naturais em sua identidade visual para transmitir sua mensagem.

Uma identidade visual com uma comunicação bem definida fornece uma base sólida para todas as atividades de marketing e publicidade de uma empresa. Desde materiais impressos até presença online, uma identidade visual consistente garante que todas as comunicações estejam alinhadas e transmitam uma mensagem coesa e envolvente.

Design responsivo e adaptável para diferentes dispositivos

O design responsivo e adaptável é uma abordagem fundamental para garantir uma experiência de usuário consistente e satisfatória em diferentes dispositivos e tamanhos de tela. Em um mundo onde o acesso à internet ocorre através de uma variedade de dispositivos, como smartphones, tablets, laptops e desktops, é essencial que os sites e aplicativos sejam projetados de forma a se adaptarem dinamicamente a qualquer dispositivo utilizado pelo usuário.

É colocar a experiência do cliente no centro, o customer centricity.

Em resumo, tanto o branding quanto a identidade visual são fundamentais para o sucesso de uma empresa. Eles ajudam a diferenciar a marca, construir confiança, comunicar a mensagem da empresa, aumentar a memorabilidade e fidelizar os clientes. Investir na criação e fortalecimento de branding e identidade visual forte é um investimento essencial no crescimento e na sustentabilidade de qualquer negócio.

Conheça a Godiva Propaganda para se destacar em 2024

A Godiva é uma agência full service/360º, com mais de 27 prêmios de destaque, especialista em superar os desafios e entregar resultados em todas as áreas da comunicação. Uma empresa que acredita que as melhores soluções surgem da interação entre todas as partes envolvidas no processo e aposta na participação efetiva do cliente. Então, se você está procurando o parceiro certo para capitanear a sua marca, encontrou!
Acesse o nosso blog e confira nossa seleção de conteúdos exclusivos para sua organização.

Últimas Notícias